1 de fev de 2013

JUSTIÇA NEGA HABEAS CORPUS A GILVAN DO BURACO DA GIA



Thyaguinho
O delegado Ricardo Garcês, informou que o acusado, Gilvan Ferreira, de ser o co-autor na morte do jovem Thiaguinho Nery, continua preso na Delegacia de Polícia Civil de São João Batista a disposição do juiz da Comarca de São Bento, Sidney Cardoso, que expediu mandado de prisão contra o dono do bar "Buraco da Gia", aqui na cidade de São João Batista.

Informações passadas ao Blog Folha de SJB dão conta de que a Justiça do Maranhão negou o Habeas Corpus impetrado pelo seu advogado de defesa, Fábio Pinto. Gilvan Ferreira foi preso no dia 26 de dezembro de 2012 acusado de ser o mentor intelectual da morte do jovem Thiago Nery, morto em março do ano passado entre as cidade de São Bento e Bacuritiba.

De acordo com informações da Polícia Civil de São João Batista, Gilvan Ferreira teve sua prisão preventiva decretada pelo juiz da Comarca de São Bento, Sidney Cardoso, e o mandado de prisão foi cumprido no mesmo dia. "O acusado continua preso aqui em São João Batista, a disposição da justiça de São Bento, que expediu o mandato de prisão" disse o delegado.

A prisão preventiva de Gilvan Ferreira é de três meses, mas o delegado informou que poderá se estender a mais meses até que o juiz Sidney Cardoso, que já trabalhou neste município, tome uma providência a respeito de sua prisão. "Tivemos três prisões, uma do Nicolau, outra de Branco Velho e agora a prisão de Gilvan Ferreira", disse.

Fonte:Folha de SJB 

EQUIPE DE REDAÇÃO DO BLOG DA AGÊNCIA DE SJB
O que você achou?

0 COMENTÁRIO:

Postar um comentário