26 de mar de 2015

FÓRUM DA JUVENTUDE RECEBE A VISITA DO DIRETOR DA AGERP

O Fórum da Juventude de São João Batista recebeu ontem a visita do diretor-presidente da Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e de Extensão Rural do Maranhão (Agerp), Fortunato Macedo. O encontro foi articulado pelo diretor financeiro da instituição, advogado Carlos Antônio.
Fortunato e jovens de São João Batista
O evento foi realizado na sede do órgão e foram debatidos projetos para a juventude rural do município de São João Batista. A reunião começou com a apresentação do grupo, feita pelo coordenador geral da Ong Fórum da Juventude, Jailson Mendes, e logo após foi feito uma explanação de como surgiu o projeto na cidade e na Baixada Maranhense, com apoio do jovens Dunga, Fernando e Cleideane.
Ainda na reunião foi apresentado projetos para o diretor, que prometeu levar até o governador do Maranhão, Flávio Dino, para ver a possibilidade de apoio à execução. Fortunato disse ainda que ficou feliz em ver a juventude organizada e frisou que no estado é difícil encontrar jovens organizados e com nível de discussão forte e calorosa como o Fórum da Juventude.
Para terminar, além do presidente da Agerp dizer que o intuito do governador do Maranhão é melhorar o IDH dos municípios, ficou agendada uma próxima reunião em São Luis, para consolidar as parcerias pre-estabelecidas durante a reunião de ontem a tarde.
Folha de SJB

23 de mar de 2015

12 ANOS DA RÁDIO BEIRA CAMPO E SE ESTIVESSE VIVO, CHIQUITINHO COMPLETARIA 102


Chiquitinho e sua esposa
A Rádio Beira Campo FM de São João Batista completou, no ultimo dia 22 de março, 12 anos de existência e de prestações de serviços de radiodifusão. Fundada em 2003, por Luiz Figueiredo, que é diretor-presidente do Sistema Beira Campo, a emissora faz parte da vida dos joaninos. Na mesma data, São João Batista relembra o nascimento do chamado “advogado dos pobres” e ex-prefeito, Chiquitinho Figueiredo.
O empresário Luiz Figueiredo lembrou a data e exaltou a figura do seu pai. “O pioneirismo sempre foi uma característica de Francisco Figueiredo, que quando prefeito de São Vicente Ferrér, pela segunda vez em 1951, levou para lá o primeiro caminhão, dando início então a uma nova era na área dos transportes, partindo daí para abertura das primeiras estradas, construídas pelo braço dos trabalhadores, ligando os municípios de São João Batista a São Vicente Ferrer, Matinha, São Bento indo até aos limites do município de Pinheiro”, disse emocionado o empresário ao lembrar dos feitos de Chiquitinho.
No livro “São João Batista: Suas lutas, conquistas e vitórias”, o ex-prefeito relata outras passagens da vida do maior líder político de todos os tempos. “Os principais aviões foram trazidos a São joão Batista por Francisco Figueiredo, que construiu as primeiras pistas de pouso.  Era grande o movimento de aeronaves do tipo teco-teco e em meio de muito entusiasmo e festividades as pessoas tinham oportunidade de passear em vôos rápidos sobre a cidade. Foi daí que surgiram as primeiras linhas de taxi aéreo, tendo prestado grandes serviços a comunidade local”, afirma o presidente da Fundação Chiquitinho Figueiredo.
Rádio Beira Campo FM
Já o Sistema Beira Campo de Rádio é um dos projetos mais bem feitos na cidade. Com uma programação voltada para a comunidade, a Beira Campo fica localizada na Rua Major Figueiredo, com frequência 106,3 e canal 292. Durantes estes 12 anos de existência, vários programas já estão acompanhando o crescimento da emissora, como o “São João Batista em Debate”, apresentado pelo blogueiro Jailson Mendes, ao meio dia, antes apresentado pelo locutor Zé Mendes. Locutores como Iromar Pereira, Alaildo Pereira, Bito do Vale e outros fazem a alegria dos ouvintes durante toda a semana.
CHIQUITINHO

Chiquitinho quando jovem
Se estivesse vivo, FRANCISCO FERREIRA FIGUEIREDO, faria ontem 102 anos. Ele nasceu na Fazenda São Benedito, residência da família FIGUEIREDO. Filho do Major Raimundo Marques Figueiredo e Antonia Alves Ferreira, ali cresceu e foi educado dentro dos padrões da época, sob a autoridade e rigidez do seu pai, recebendo sempre a orientação da mãe Antonia e da tia Ana que o iniciou nos estudos .  Não cursou faculdade mas aprendeu o suficiente para se tornar um homem bem sucedido, a ponto de conseguir junto a ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL – OAB provisão para advogar, profissão que exerceu com muito orgulho, sempre em defesa dos pobres e oprimidos sem nunca ter cobrado honorários de ninguém.
Quando jovem recebeu a importante missão de conseguir a imagem de São Joao Batista para ser colocada na igreja da Matriz, construída pelo Major FIGUEIREDO fruto de uma promessa,cujo santo daria também o nome da cidade. A missão foi cumprida religiosamente. Gostava muito da vida social e participava de festas e eventos sempre com muita desenvoltura e simpatia. Muito carismático e querido por todos, estava sempre conquistando novas amizades. Foi chamado de Chico, Chiquito e finalmente Chiquitinho, apelido definitivo. Precisava sair de São Joao Batista para expandir seus conhecimentos, foi para Sao Luis, recebido pelo irmão Acrisio, que o iniciou no serviço publico. Em 1940 foi nomeado Delegado do Censo na cidade de Pinheiro lá permanecendo até o cumprimento de mais essa importante missão.
Quando retornou para São J0ão Batista foi convidado por Clodomir Aprigio Costa, Coló, grande comerciante que ali se instalara, para ser seu mais importante colaborador. Foi lá que conheceu a jovem Conceição de Maria, recém formada professora normalista, filha de Coló, com quem se casou no dia o1 de setembro de 1942. Coló não era político, mas orientado pelo cunhado Estevão Pinto, se lançou candidato a Prefeito de São Vicente Ferrer, com objetivo de derrotar seu grande inimigo José Maria de Araujo, perdendo a eleição por apenas um voto. Decepcionado e reconhecendo as qualidades do seu genro Francisco Figueiredo, resolveu entregar-lhe o comando da política oposicionista. Imediatamente CHIQUITINHO iniciou um trabalho visando as eleições de 1950, quando saiu vitorioso, elegendo-se Prefeito.
Realizou uma excelente administração, com grande apoio popular. Abriu as primeiras estradas interligando São João a São Vicente, São Bento e no limite com Pinheiro até a localidade Sororoca, levando o primeiro caminhão, o primeiro jeep e primeiro trator. Construiu pistas de pouso onde passaram a operar os aviões teço-teco Candidatou-se a Deputado Estadual pelo Partido Social Progressista –PSP, integrando-se á luta das Oposições Coligadas ao lado de fortes lideranças como Clodomir Milet, La Roque,Neiva Moreira, Nunes Freire, Antonio Dino eoutros, movimento que culminou com a vitoria de José Sarney para o governo do estado, libertando o Maranhão do vitorinismo que dominava o Maranhão há mais de 40 anos.
Foi eleito e reeleito em quatro mandatos de deputado estadual, chegando a vice presidência daquele poder, tendo assumido a presidência em várias ocasiões. Foi um exemplo de político ético, honesto e defensor das causas populares, especialmente as relacionadas á Baixada Maranhense. Hoje ao comemorarmos o seu centenário de nascimento os nossos corações se enchem de muita saudade e boas recordações. Para marcar esta data inauguramos a Radio Beira Campo no dia 22 de março de 2003, hoje completando 10 anos no ar procurando bem servir o povo da querida terra. Sabendo que CHIQUITINHO gostava muito do radio como forma de se comunicar com os seus correligionários foi mais que justa essa homenagem.
Folha de SJB

21 de mar de 2015

FUNDADO OFICIALMENTE O FÓRUM EM DEFESA DA BAIXADA MARANHENSE

Foi oficialmente fundado o Fórum em Defesa da Baixada Maranhense. O evento foi realizado nesta sexta-feira, na sede da AABB, no Calhau. Diversos autoridades e lideranças da região da baixada se fizeram presentes no ato que oficializou a criação do fórum. Os participantes foram recebidos com um coquetel e logo após uma mesa de honra se formou para abrir os trabalhos. Na mesa de abertura estavam presentes dois dos idealizadores e organizadores, Flávio Braga e Batista Azevedo; o vice-presidente da Câmara dos Deputados, Waldir Maranhão; o deputado Glauber Cutrim; o prefeito da cidade de Viana, Chico Gomes; o vice-prefeito de São Bento, Issac Dias; o vereador de São João Batista, Luiz Everton; a representantes dos movimentos sociais da Baixada, Maria de Beca e o chefe da Casa Civil e representante do Governo Estadual, Marcelo Tavares.
Depois de formada a mesa, foi a vez dos discursos. O professor Batista Azevedo iniciou com a abertura do evento e logo após foi lido o manifesto em Defesa da Baixada Maranhense. Seguindo a ordem os deputados Waldir Maranhão e Glauber Cutrim discursaram e reafirmaram suas defesas em prol da região. Em seguida o prefeito de Viana exaltou a grandeza do evento, foto este compartilhado pelo chefe da Casa Civil. Marcelo Tavares anunciou que o governador Flávio Dino apoia o fórum e que dá todo o apoio nas reivindicações e solicitações dos baixadeiros.
Por ultimo falou o coordenador provisório do Fórum em Defesa da Baixada Maranhense, Flávio Braga. No encerramento foram distribuídos fotos e lembranças dos encontros de organização. Também foi distribuído uma revista, que, além de trazer alguns momentos que levaram para a articulação da fundação desse fórum, traz o manifesto de fundação do Fórum em Defesa da Baixada Maranhense, reivindicações prioritárias do nosso povo, registros históricos, dados geográficos da região, relação do IDH dos municípios, além de artigos de alguns companheiros que hoje estão na articulação desse Fórum, tais como João Batista Azevedo; Flávio Braga e César Soares.
SÃO JOÃO BATISTA
A cidade de São João Batista mandou bastante representantes. Além dos que ocuparam a mesa, Batista Azevedo, Maria de Beca e Luiz Everton, estavam presentes o prefeito do município, Amarildo Pinheiro; o vereador Chico de Nhozinho; o ex-prefeito Luiz Figueiredo; os secretários Rico Pinheiro, Carlos Figueiredo e Jersan Araújo; além de Washington Cotrim, David Cutrim, Valmir Abreu, Reginaldo de Berto, Jailson Mendes, Ana Márcia, Mayara Pinheiro e outros. Confiram as fotos...
Folha de SJB

13 de mar de 2015

SEBRAE E PRODUTORES DE MEL DISCUTEM AÇÕES PARA NOVO PROJETO EM SJB E OUTROS MUNICÍPIOS

A equipe técnica da unidade regional do Sebrae em Pinheiro esteve reunida com diversos grupos de produtores de mel da Baixada Maranhense, no período de 02 a 06 de março, para discutir a estruturação do novo projeto a ser desenvolvido pela instituição: o projeto de Fortalecimento da Cadeia Produtiva do Mel e Derivados da Baixada, voltado para apicultores e meliponicultores que atuam na região.
Pela estratégia de mobilização, o Sebrae realizou três oficinas técnicas, nos municípios de Peri Mirim, Mirinzal e São João Batista, com a participação de associações de meliponicultores e de apicultores; a Cooperativa Agroecológica dos Meliponicultores da Baixada (Coamel); secretários municipais de Agricultura dos municípios envolvidos; representantes do o Banco do Brasil e produtores de mel dos municípios da região.
Nas oficinas, os presentes discutiram as ações que serão desenvolvidas nos próximos três anos – período de 2015 a 2017 – com atividades e responsabilidades que serão contratualizadas com parceiros, previsão de gerenciamento, monitoramento, avaliação e acompanhamento das atividades direcionadas para o desenvolvimento do setor. Eles também avaliaram os entraves a superar e os pontos fortes a serem trabalhados.
O analista do Sebrae responsável pelo projeto, David Felipe Amorim, informa que os municípios a serem atendidos pelo projeto já estão definidos: Bequimão, Palmeirândia, São Vicente Férrer, Santa Helena, São Bento, São João Batista, Peri Mirim e Turilândia. “Buscamos o desenvolvimento dos segmentos de meliponicultura, apicultura e produção dos derivados do mel, viabilizando a adequação dos produtos, sistemas de produção e unidades de beneficiamento do mel, estabelecendo parcerias para formação de uma ação integrada”, revela Amorim.
Entreposto entregue
Na quinta-feira (5), foi entregue em Peri Mirim a primeira etapa da estrutura física do Centro de Referência em Produção de Mel, que está sendo construído através de parceria entre Coamel, Fundação Banco do Brasil e Sebrae. A próxima etapa a ser entregue trará a instalação de equipamentos e a conclusão do prédio administrativo.
O centro vai abrigar uma unidade de beneficiamento de mel, que funcionará como empresa âncora, recebendo toda a produção de mel advinda dos produtores, para processo de melhorias, produção de derivados e escoamento da produção para a comercialização no mercado.

26 de fev de 2015

FÓRUM DA JUVENTUDE ENTREGA CERTIFICADOS A JOVENS CONCLUINTES DE PROJETOS SOCIAIS











O Instituto de Formação de Jovens de São João Batista, Ong Fórum da Juventude, entregou ontem, 25 de fevereiro, certificados de conclusão de cursos à jovens da nossa cidade. A cerimônia foi realizada na sede da instituição e teve a participações dos alunos, monitores, coordenação e convidados. Com cerca de 80 jovens concluintes, a cerimônia começou a abertura oficial, liderada pelo coordenador da instituição, Jailson Mendes; pelo secretário de Juventude, Fernando Santos; pela chefe do Departamento de Igualdade Racial, Ana Márcia Araújo; e pelo assessora técnica e ex-secretária de Assistência Social, Eliane Lacerda.
Após isso, foi exibido um vídeo sobre a apresentação dos alunos na V Mostra da Juventude, realizada na cidade de Viana. Em seguida, alunos e monitores expuseram depoimentos sobre a pesquisa envolvendo os três projetos: Teatro e Dança, Música e Percussão; e Esporte Educativo. Os dois primeiros foram coordenados pelo Instituto Baixada, e o terceiro coordenado pelo Fórum da Juventude em parceria com a Prefeitura Municipal de São João Batista.
A programação continuou com a entrega dos certificados e logo após uma apresentação da peça teatral 'Batuques', da Cia. Artes e Raízes. Por fim, foi oferecido um coquetel aos presentes. Confiram as fotos...
Folha de SJB



21 de fev de 2015

APELO AO NOVO GOVERNO: AS POTENCIALIDADES DA BAIXADA MARANHENSE


 Por Flávio Braga
Flávio Braga
Senhor governador, a Baixada Maranhense é uma microrregião de 20 mil quilômetros quadrados, composta por 21 municípios e habitada por mais de 500.000 habitantes. Na estação chuvosa, a Baixada se transforma em uma imensa planície alagada, que forma o majestoso Pantanal Maranhense, com toda a sua diversidade de fauna e de flora que ornamentam os seus campos naturais. É um santuário ecológico de rara beleza onde a paisagem muda de acordo com a época do ano. É uma região vocacionada ao ecoturismo sustentável.
Encravada às margens do Golfão Maranhense e ostentando diferentes ecossistemas e características bem peculiares, a Baixada Maranhense é banhada pelos rios Aurá, Maracu, Mearim, Pericumã, Pindaré e Turi, reunindo um dos maiores e mais belos conjuntos de lagos e lagoas do mundo, onde está situado o mais extenso refúgio de aves aquáticas da região Nordeste. A Baixada Maranhense foi transformada em Área de Proteção Ambiental (APA), por meio do Decreto Estadual nº 11.900, de 11 de junho de 1991, em face da sua importância ecológica, especialmente para as numerosas espécies de aves migratórias, que utilizam a região como ponto de descanso, alimentação e reprodução.
Além do maior conjunto de bacias lacustres do Nordeste, onde se destacam os lagos Aquiri, Cajari, Capivari, Coqueiro, Formoso, Itans, Lontra, Maraçumé e Viana, a região possui extensos manguezais e babaçuais. O complexo de lagos da Baixada constitui uma região ecológica de destacada importância no Estado do Maranhão, não só como potencial hídrico, mas pela importância socioeconômica que representa para as comunidades rurais, tendo em vista a intensa atividade de pesca artesanal que alimenta a população dos municípios baixadeiros, bem como parte da Capital do Estado.
Malgrado os seus encantos e belezas naturais (que a tornam potencialmente rica), a Baixada tem sido desprezada pelos sucessivos governos estaduais. Temos a população mais pobre do Estado, que sobrevive basicamente dos programas de transferência de renda e da pequena agricultura rudimentar. Na época da estiagem (outubro a janeiro), o cenário de extrema miséria desperta piedade em qualquer pessoa. Nesse contexto, políticas públicas destinadas à melhoria da qualidade de vida do campesinato baixadeiro se tornaram inadiáveis e merecem ingressar na agenda da gestão progressista do camarada Flávio Dino.
À guisa de contribuição, sugerimos algumas obras emergenciais e estruturantes que produzirão benefícios imediatos à sofrida população baixadeira: apoio à construção dos diques da Baixada, recuperação da barragem do Rio Pericumã em Pinheiro, pavimentação da estrada de Pedro do Rosário ao povoado Cocalinho em Zé Doca, construção da ponte sobre o rio Pericumã ligando Bequimão ao litoral ocidental do Estado, construção das vicinais de campo para represar água em fundos de enseadas, construção da barragem do rio Maracu em Cajari, pavimentação da estrada de escoamento do pescado de Itans a Matinha, reconstrução da barragem da Maria Rita (beneficiando os municípios de São Bento, Palmeirândia Peri-Mirim e Bequimão), implantação do pólo turístico da Região dos Lagos e reconstrução da barragem do Félix entre Bequimão e Peri-Mirim. Governador, a Baixada espera a sua ajuda. Forte abraço e votos de muito sucesso.