20 de fev de 2015

ARISBRITH TINOCO: UMA ETERNA E AGRADÁVEL LEMBRANÇA…

Por Batista Azevedo
Arisbrith
Quando eu quis ser professor da minha Escola Cenecista “José Maria de Araújo, em São João Batista, nos idos de 93 a 95, por aí, eu já vinha de muitas outras lousas. E foi assim que tive a honra de lecionar para muitos jovens da minha terra. Dentre todos um grupo se destacava. Não porque eram estudiosos, mas exatamente pelo contrário. Não eram adeptos do estudo, nem da leitura, nem da escrita. Mas eram mestres de suas tarefas cotidianas. Aribrith, por exemplo, era magarefe. Um astro na arte de retalhar um boi. Os outros daquele grupo eram Elsinho e Neto.
Eu já tinha naquela época amizade com todos, por essa razão, a disciplina que eu lecionava, perdera um pouco do caráter acadêmico. O que sobrava era apenas a admiração pelo ensinar. E isso eles me tinham de sobra. E eles ali, no fundão, vivendo suas galhofas juvenis, ficavam boquiabertos muitas vezes… E o Português passando! E a Literatura? Pra que eu quero isso… E assim concluíram…
Tornamo-nos cada vez mais amigos. Eu e Arisbrith. Aliás sempre me invocava aquele nome. De onde Baco teria tirado aquele nome? O certo é que ele estava ali, e se fazia amigo de todos. Afinal tinha um jeito único de misturar o feio e o belo. Se para alguns não tinha os traços dos gregos, nem dos romanos, tinha em demasia o jeito nosso, o jeito joanino de ser: belo por dentro.
Sua beleza interior era o que valia…, afinal somos estereótipos de pó, escultura do nada! E assim em vida viveu a intensidade do seu tempo. Até que a morte, nossa única certeza e temida algoz, viesse sentar-se à mesa. Arisbrith Tinoco deixou-nos nesta quarta-feira de cinzas, como se quisesse tão-somente deixar passar o seu último carnaval. Estava enfermo já havia algum tempo. Buscou em terras outras, os saberes médicos que pudessem reverter-lhe o destino. Deus, porém, o quis agora. E ele foi, deixando-nos saudosos, a todos que o conheceram.
Desfalcado, o grupo segue! Aliás a vida continua com vidas e saudades! O homem de ombros largos sucumbiu à força do que lhe reservara o destino. Certamente cumprirás em outro plano sua missão, uma vez que aqui serás agora o menino de sempre e uma eterna e agradável lembrança: Arisbrith Tinoco.
Folha de SJB
O que você achou?

1 COMENTÁRIO: