12 de ago de 2014

SERVIÇOS DE SONDAGEM E TOPOGRAFIA DOS DIQUES DA BAIXADA COMEÇAM ESTE MÊS

Os trabalhos de levantamento de campo na área onde serão executadas as obras dos Diques da Baixada Maranhense deverão iniciar na segunda quinzena deste mês. A obra foi uma das principais pautas da reunião que aconteceu no fim da semana, entre o secretário de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Sagrima), Cláudio Azevedo, o superintendente da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e Parnaíba (Codevasf), João Martins, e os gestores da Codevasf do Piauí e de Brasília, que apresentaram o relatório de consolidação do empreendimento.

A obra dos Diques da Baixada Maranhense prevê a construção de 71,2 quilômetros de dique, compreendendo uma área de 1.478 km2, abrangendo os municípios de Viana, Matinha, São João Batista, São Vicente Férrer, Cajapió, São Bento e Bacurituba.

Os diques visam à proteção das áreas mais baixas contra a intrusão salina, proveniente das oscilações de maré, assim como a contenção e armazenamento de água doce originária da estação chuvosa nos campos naturais, retardando o seu escoamento para o mar, mas sem alterar as cotas máximas naturais de inundação.

“Essa é uma obra muito importante, porque além de preservar o meio ambiente, evitando a salinização das águas da baixada, possibilitará o aumento de renda da população por meio de projetos de piscicultura, rizicultura e outras atividades agrícolas que serão possíveis com a retenção da água proporcionada pelo dique”, avaliou Cláudio Azevedo.

Os levantamentos de campo incluem topografia, cadastro físico, jurídico e socioeconômico e ensaios de laboratório (geotecnia), que são estudos básicos, necessários e imprescindíveis para a elaboração do Anteprojeto de Engenharia dos Diques da Baixada Maranhense. “Devido ao período de chuvas que assolam a região e deixam a área submersa, só foi permitido fazermos uma visita técnica ao local no mês de julho, quando a equipe da empresa vencedora do certame, nós da Codevasf e um técnico da Sagrima fomos até a área”, explicou o superintendente do órgão federal, João Martins.



Licitação

No mês de setembro de 2013 foi realizada a licitação para a elaboração do anteprojeto dos Diques da Baixada Maranhense. Em 22 de outubro do mesmo ano foi considerado vencedor o consórcio formado pelas empresas Engeplus Engenharia e Consultoria Ltda e a Proenge Engenharia e Projetos Ltda.

A previsão é de que em dezembro deste ano seja feita a licitação do projeto executivo para a execução da obra, orçada em cerca de R$ 100 milhões.

O secretário Cláudio Azevedo informou que quando as obras dos diques forem iniciadas, será possível ter de duas a quatro frentes de trabalho executando os serviços simultaneamente nas extremidades da área beneficiada pelo projeto e também no centro da mesma. “O Iterma [Instituto de Colonização e Terras do Maranhão] já realizou todo o levantamento fundiário da área onde serão construídos os diques”, acrescentou Cláudio Azevedo.

A Sagrima também realizou as audiências públicas - necessárias para o licenciamento ambiental da obra - nos municípios de Viana, São João Batista e Cajapió.

Também participaram da reunião, que aconteceu na sede da Codevasf do Maranhão, o diretor da Área de Desenvolvimento Integrado e Infraestrutura da Codevasf de Brasília, Sérgio Coelho; o secretário executivo da diretoria, Luiz Augusto Costa Fernandes; o gerente de Infraestrutura da superintendência da Codevasf no Maranhão, Julimar Alves; e o analista de Desenvolvimento Regional da Superintendência da Codevasf do Piauí, Francélio Pereira.

Os técnicos e diretores da Codevasf ainda realizaram, no fim de semana, um sobrevoo na região de implantação dos diques.
O que você achou?

0 COMENTÁRIO:

Postar um comentário