19 de jun de 2012

ZEQUINHA SOARES DEFENDE GOVERNO E DIZ QUE NÃO HÁ AGIOTAGEM NO GOVERNO SURAMA SOARES


Zequinha Soares
O ex-prefeito e principal articulador político do Grupo da Situação, Zequinha Soares, defendeu o Governo Surama Soares sobre a prática de agiotagem, onde o município de São João Batista aparece na lista de prefeituras que praticam a agiotagem.


"Neste governo, comandado por Surama, não tem e nunca terá agiotagem. Portanto São João Batista, neste governo, está livre disso", disse Zequinha ao defender a administração de sua esposa. O caso ganhou repercussão depois da morte do Décio Sá, onde Blogs do Maranhão listaram as prefeituras que praticam agiotagem no Maranhão.


E entre elas a cidade de São João Batista. Na lista aparecem, também, os municípios de Bacabal, Arari, Godofredo Viana, Cururupu, Zé Doca, Rosário, Humberto de Campos, Cajapió, Raposa, Presidente Vargas, Newton Belo e São Roberto.


Mas o que é uma Agiota?

Agiota ou usurário é aquele que faz prática da usura, ou seja, empresta dinheiro fora do mercado de crédito legítimo, a taxas de juro ilegalmente elevadas e, sem as devidas autorizações legais para isso. Os agiotas geralmente são procurados por pessoas que não têm crédito na praça por terem rendimentos insuficientes ou estarem excessivamente endividadas ou na lista dos devedores em atraso ou incumprimento.

Precisamente por se tratarem muitas vezes de situações desesperadas, em que não há alternativa no mercado de crédito legal, os agiotas praticam Normalmente, juros proibitivos. Contudo, em períodos de juros muito elevados, poderá haver agiotas a praticar juros mais baixos que os bancos.

Agem com um contrato verbal, no qual o tomador do empréstimo, é submetido a prazo de pagamento e taxas de juros fora do padrão de mercado. Podem também mascarar a operação com outras transações, que tenham como garantia um bem móvel, como uma venda simulada de automóvel ou imóvel como telefone , casa ou apartamento ou outro qualquer bem imóvel.

Outros usam o sistema de empréstimo de dinheiro em troca de cheque pré-datado. Como os agiotas têm algumas dificuldades legais em recorrerem à Justiça em caso de inadimplência, muitas vezes usam métodos coercitivos pouco amigáveis ou mesmo perigosos para recuperar o seu dinheiro. 

EQUIPE DE REDAÇÃO DA AGÊNCIA SJB
O que você achou?

0 COMENTÁRIO:

Postar um comentário