10 de abr de 2010

ALUNOS DO PROJOVEM TRABALHADOR RECLAMAM DAS PÉSSIMAS CONDIÇÕES DO PROGRAMA

Os jovens que estão fazendo parte do ProJovem Trabalhador, do Governo Federal, já entraram na segunda etapa do programa. Cerca de 120 jovens estão sendo capacitados em 04 cursos oferecidos. O ProJovem Trabalhador tem parceria com o Governo Estadual e Municipal, e também com a Fundação Gomes de Sousa e secretarias.
No começo desta semana, os jovens partiram para a segunda etapa do programa. Os cursos oferecidos são: Turismo, que tem como orientadora Regiane Serra; Educação Física, Profº Marcondes; Alimentação, Alessandra Lima e Construção e Reparos, com a professora Rosângela Santos.
As aulas estão sendo dadas na escola Ateniense. Mas os alunos reclamas das condições precárias em que se encontra a escola. Além disso a merenda e a água não são de boa qualidade, como foi prometida pela Prefeitura Municipal e pela Fundação Gomes de Sousa. Outro fator que aponta o descontentamento com o programa é o atraso no incentivo financeiro. Já faz dois meses que o dinheiro não chega nas mãos dos alunos. Nossa equipe falou com os responsáveis pelo programa.
Segundo o coordenador municipal do programa, Dennis Abreu, este atraso só está acontecendo por que ainda não foi enviada a lista final das pessoas inscritas no programa. Dennis afirmou que tudo isso é uma questão de tempo e que a lista já foi enviada á Fundação Gomes de Sousa, responsável pela execução do ProJovem Trabalhador.
Enquanto isso os jovens estão sendo obrigados a passar por este sacrifício em busca da qualificação profissional, plano de fundo do programa do Governo Federal. Em breve mais notícias sobre o ProJovem Trabalhador de São João Batista.

EQUIPE DE REDAÇÃO DA AGÊNCIA SJB
O que você achou?

0 COMENTÁRIO:

Postar um comentário