29 de jul de 2014

REALIZADO O I ENCONTRO DA DIVERSIDADE SEXUAL DE SÃO JOÃO BATISTA


Com o objetivo de discutir os direitos da comunidade LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais e Transexuais), um grupo de jovens organizou no último dia 24, o I Encontro da Diversidade Sexual de São João Batista. O evento contou com a participação do Grupo Gaivota, e teve o apoio da Prefeitura Municipal. Professores, alunos, diretores, secretários, vereadores e representantes de organizações sociais participaram do encontro.
Com o tema “Cidadania, respeito e dignidade: uma conquista de todos”, o evento começou com uma mesa de abertura que teve a presença do procurador do município e representante do prefeito, Eduardo Gomes; do vereador Louro; da assessora da Secretaria Municipal de Saúde, Rosyelle Figueiredo; do coordenador do Fórum da Juventude e secretário de juventude, Fernando Santos; da chefe de Recursos Humanos, Damares; do secretário de Finanças, Marçal Everton; da assistente social Mayara Pinheiro e coordenador do Grupo Gaivota de São Luis, Airton Ferreira. Estiveram acompanhando o encontro a secretária de Assistência Social, Eliane Lacerda; o secretário de Transporte, Carlito Pinheiro e o presidente do Conselho Municipal de Juventude, Jailson Mendes.
Em todas as falas, os convidados agradeceram o convite e destacaram o papel da comunidade LGBT na sociedade, enfatizando o preconceito sofrido pelos mesmos. Para eles, a cidade de São João Batista sai na frente por trazer a discussão para os habitantes da nossa cidade. Mesmo com o número de participantes reduzido, o professor Aurélio Pinheiro, um dos organizadores, afirmou que esse foi apenas o primeiro movimento e afirmou que a ideia surgiu logo após o projeto do Fórum da Juventude, que organizou o primeiro Desfile da Diversidade Sexual do município durante o CurtFérias 2014.
Após isso, os participantes ouviram uma palestra do coordenador do Grupo Gaivota, Airton Ferreira, que falou sobre as conquistas e os desafios da comunidade LGBT na história da humanidade. “A homossexualidade já foi considerada doença mental, até que no dia 17 de maio de 1990, a Organização Mundial da Saúde (OMS) corrigiu esse erro histórico, num caminho incompleto, rumo à igualdade entre pessoas com orientação sexual diferente”, Airton, parabenizando os organizadores pelo primeiro passo, que foi o debate em torno dos direitos de todos.
O representante ainda destacou que ainda há muito preconceito e que eles precisam ser discutidos. Para ele, é preciso que as pessoas saibam que já existem um conjunto de direitos que foram conquistados a partir de discussões e organizações de grupos, como o Gaivotas, que discutem diretamente com entidades como as Secretarias Estadual e Nacional dos Direitos Humanos. “Há muitos projetos a serem acessados para a garantia dos nossos direitos. Basta apenas sabermos como acessa-los e busca-los”, disse.
Agradecendo o convite, Airton voltou a parabenizar o grupo de jovens e disse que a luta tem que continuar. Por último os organizadores agradeceram a presença de todos e convidaram para a festa dançante, que acontecem hoje na Colônia de Pescadores, a partir das 21 horas. O I Encontro da Diversidade Sexual teve uma coordenação dos jovens Ailson Everton, Marcelo Serra, Maykon Cutrim, Rosyele Figueiredo, Salvador Aurélio e Wellington Figueiredo.
Folha de SJB
O que você achou?

0 COMENTÁRIO:

Postar um comentário