17 de fev de 2011

JORNADA PEDAGÓGICA 2011 EM SÃO JOÃO BATISTA

Sala de Matemática
A Secretaria Municipal de Educação de São João Batista está promovendo nos dias 16, 17 e 18 de fevereiro a Jornada Pedagógica 2011. O evento está sendo realizado na escola "Dep. José Ribamar Dominici" e é coordenado pelo secretaria de educação da cidade com apoio do Unidade Regional de Viana.

Professor Marcos Roberto
Equipe Organizadora

Professora Vitória

Segundo as organizadoras do evento, Carla Andréia, Georgina e Iracema, os objetivos do evento são: motivar os professores para iniciar a ano letivo; formar os professores para enfrentar e superar os desafios em sala de aula; disponibilizar novos conteúdos e técnicas que correspondem as expectativas do corpo docente e buscar integração e interação de ideias para melhorar a educação.
Sala de História, Geografia e Ciências
Cerca de 100 professores da Rede Pública de Ensino estão sendo capacitados pelos professores da Unidade Regional de Viana. Os professores são Heridam Guterres, responsável pelas áreas de Língua Portuguesa e Língua Estrangeira,  Profº Maurício, responsável pela matérias de História, Geografia e Ciências; e Roberto Chmielwki para a área de Matemática.
Carla Andréia: uma das organizadoras
O evento está sendo patrocinado pela Prefeitura Municipal, através da Secretaria Municipal de Educação. Os professores capacitados são profissionais de 6ª a 9ª ano. Mais informações no Twitter da Agência SJB - @agenciasjb .
Escola Dep. José Ribamar Dominici

EQUIPE DE REDAÇÃO DA AGÊNCIA SJB
O que você achou?

1 COMENTÁRIO:

  1. Essa "lavagem pedagógica" opa! desculpem, Jornada Pedagógica de fato não traz nenhum resultado paliativo e muito menos a longo prazo ao corpo docente municipal, até porque 90% desse corpo não teve uma formação substncial para os níveis e/ou faixa etária com os quais trabalham, essa é mais uma ação da prefeitura que onera sobre maneira o os cofres do Município, se gasta um montão de dinheiro e os professores continuam a desempenhar seu trabalho com as mesmas limitações, e quem sofre com isso? os filhos das familias joaninas. Há se o projeto do Cristovão Buarque fosse efetivado, a Prefeita e os Vereadores do Município teriam que matricular seu filhos na rede publica, ai eu pagava pra ver eles contratando indivíduos incapazes para fins eleitoreiros.
    A prefeitura insiste em não querer nomear os concursados, mas, a justiça de Deus se cumprirá, o processo está tramitando na justiça comum esperando o julgamento do mérito, onde sem sombra de dúvida esse episódio se desdobrará em favor dos que lutam e lutaram pra alcançar de forma digna e honrosa os seus objetivos, como neste caso a nomeação de professores da rede publica municipal, "A JUSTIÇA TARDA MAS, NÃO FALHA!"

    ResponderExcluir