16 de mai de 2012

SEMEC FIRMA CONVÊNIO COM O GOVERNO DO ESTADO

A secretária municipal de educação de São João Batista, Cleana Santos Jacinto, a coordenadora do Programa "Se liga e acelera Brasil" na cidade, Iracema Botelho e professores da Rede Pública Municipal participaram em São Luis da primeira formação sobre o programa do Governo do Estado.
Secretária Cleana Santos Jacinto e Iracema Botelho
A 1ª Formação dos Programas de Correção de Fluxo “Se Liga e Acelera Brasil”, promovida pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Educação (Seduc), em parceria com o Instituto Ayrton Senna (IAS), foi realizada, em São Luís, pelo secretário João Bernardo Bringel, acompanhado da equipe central da Seduc. A capacitação também foi encerrada, simultaneamente, nos pólos de Santa Inês e Pedreiras, com a participação de supervisores e professores de 94 municípios.
“A capacitação visa dotar os municípios de ferramentas fundamentais de correção de fluxo escolar, em parceria com o Instituto Ayrton Senna,” explicou o secretário. Ele acrescentou que esta ação da Seduc integra a parceria prevista no termo de cooperação técnica e financeira firmada com as prefeituras para implementação do processo de municipalização do ensino fundamental.
Bernardo Bringel destacou como fato pontual do acordo a integração do sistema de educação estadual e municipal com o foco voltado para a melhoria da qualidade de ensino e o processo de aprendizagem, com o apoio do Governo do Estado. O acordo, lembrou, transfere para os municípios a gestão de imóveis, matrículas de alunos e recursos financeiros das escolas do ensino fundamental.
O secretário de Educação, também destacou a parceria com o Instituto Ayrton Senna no processo de correção de fluxo em busca da redução dos índices de analfabetos, que é um compromisso da governadora Roseana Sarney com a educação de qualidade. Para a realização da capacitação, o IAS disponibilizou mais de 20 capacitadores, coordenados por Rita de Cássia Paulon.
João Bringel, secretário de educação
Para a coordenadora de programas estaduais da Seduc, Ana Karolina Salomão, a 1ª Formação dos Programas de Correção de Fluxo “Se Liga e Acelera Brasil”, evidencia que o Governo do Estado está implementando a municipalização do ensino fundamental de forma responsável, comprometido em acompanhar e planejar a formação dos professores e gestores municipais.
“O Governo, por meio da Seduc, garante ainda o fornecimento de todo o material pedagógico específico e tecnologia diferenciada para a correção de fluxo do aluno na idade/série e no processo de alfabetização e da formação que teve como público-alvo professores, supervisores, coordenadores estaduais e regionais”, informou.
Ana Karolina explicou que a primeira capacitação, com 24 horas de carga horária, foi iniciada com um diagnóstico do perfil dos alunos. A meta é reduzir os índices de analfabetismo no Maranhão, até o final do ano.
Ela afirmou que a próxima etapa do processo, prevista para junho, será a formação continuada dos coordenadores regionais que irão acompanhar o desenvolvimento dos programas “Se Liga” e “Acelera Brasil” em todas as escolas municipalizadas.
Para a coordenadora de projetos do Instituto Ayrton Senna, Rita de Cássia Paulon, a parceria com a Seduc fortalece sua vontade política de contribuir para a melhoria da educação maranhense, destacando a dedicação e a responsabilidade de todos para fazerem esta transformação acontecer.
Disse ainda que o percurso de alfabetização e o aprendizado é uma oportunidade ímpar para o desenvolvimento pleno das crianças maranhenses, que se sentirão mais felizes depois que aprenderam a ler e escrever em curto espaço de tempo.
A 1ª Formação dos Programas de Correção de Fluxo “Se Liga e Acelera Brasil”, tem como finalidade a capacitação de 680 servidores estaduais e municipais sobre a metodologia dos Programas de Correção de Fluxo: Se Liga e Acelera Brasil.
A 1ª Formação dos Programas de Correção de Fluxo “Se Liga e Acelera Brasil” tem dois focos distintos. O Programa “Se Liga” tem como objetivo atender aos alunos não alfabetizados, na faixa etária de 9 a 14 anos, matriculados nas quatro primeiras séries do ensino fundamental e que vêm frequentando a escola por alguns anos, sem sucesso em seus estudos.
O “Acelera Brasil” é destinado aos alunos alfabetizados das 2ª e 3ª séries, prioritariamente na faixa etária compreendida entre 9 a 14 anos, com dois anos de distorção idade/série, considerando que nesses níveis de escolaridade, o Maranhão registra, ainda, um percentual alarmante de alunos não alfabetizados nas séries iniciais (33,3%) e com distorção idade-série (14,5%), nas séries iniciais e (24,7%), nas séries finais. Fonte: Blog do Governo da Reconstrução.
EQUIPE DE REDAÇÃO DA AGÊNCIA SJB
O que você achou?

0 COMENTÁRIO:

Postar um comentário