13 de out de 2011

DIREITO DE RESPOSTA: ASSIS ARAÚJO VOLTA A ENVIAR NOTA AO BLOG

Recebemos a nota do ex-vereador Assis Araújo em resposta as declarações da secretária de educação de São João Batista, Cleana Santos Jacinto, que enviou nota ontem para este blog. Partindo do processo democrático e imparcial, este abre espaço a qualquer pessoa que sinta ofendido pelas declarações de outras. Confira o que disse o ex-vereador.

"RESPOSTA Á SECRETÁRIA CLEANA
ASSIS ARAUJO

Quero dizer à secretária Cleana, que entendo a sua posição de tentar explicar o inexplicável, pois ela está sendo cobrada a dar uma satisfação à sociedade joanina, principalmente por se tratar de uma manifestação inédita, jamais vista em São João Batista. Tenta, mais não consegue justificar um protesto feito por estudantes que não suportam mais tanto sacrifício para chegar à escola. Chega a ser uma agressão, adolescentes terem que acordar de madrugada e se deslocarem a pé, distâncias que chegam às vezes à 07km, para pegar o transporte. Seria mais coerente por parte da secretária, dar uma resposta, resolvendo o problema dos estudantes, que têm direito assegurado, em vez de se preocupar em dar resposta a quem está sendo solidário com os estudantes e que tem a convicção dos prejuízos causados com essa imoralidade que está acontecendo com o transporte escolar em nosso município.
A nobre secretária diz sem muita lucidez, que resido em São Luis e não tenho conhecimento do que acontece em SJB.  Tenho residência fixa no município, no povoado Olinda dos Aranhas. Talvez, por ir tão pouco aos povoados é que ela não sabe onde moro e também por isso, não tome conhecimento dos problemas que acontecem nas escolas fora da sede, inclusive a constante falta de merenda, que a mesma admite faltar de vez em quando. A merenda tem que estar nas escolas e não no depósito, ao contrário do que diz a nobre secretária.
Não é do meu feitio, ficar polemizando ou acusando alguém de forma infundada. Opinei sobre um episódio notório e que trouxe sérios prejuízos a classe estudantil do nosso município e, como representante do povo, ainda que fora do exercício do mandato, jamais ficaria omisso diante de tal descaso.  Aproveito para dizer a nobre secretária que não sou auditor de qualquer tribunal, portanto não sei do destino de recursos tanto da administração atual quanto das anteriores. Creio que a nobre secretária nunca ouviu da minha pessoa, acusações de desvio de qualquer recurso por parte da sua prefeita, pois a minha obrigação não é acusar e sim fiscalizar a aplicação dos recursos e defender os direitos dos cidadãos de São João Batista.
Espero que a prefeita e a secretaria responsável tomem as providências necessárias, em tempo hábil, de forma que os estudantes do nosso município, principalmente os da zona rural, consigam chegar à sala de aula sem ter que percorrer a pé quilômetros de distância, pois existe recurso específico para esta finalidade". 

EQUIPE DE REDAÇÃO DA AGÊNCIA SJB
O que você achou?