14 de abr de 2012

DENÚNCIA: HOMEM DE 43 ANOS MORRE A CAMINHO DE SÃO LUIS E PARENTES ACUSAM ADMINISTRAÇÃO DE NEGLIGÊNCIA

Parentes do senhor Xavier Santos Nunes Madeira, de 43 anos, usaram a Rede Social Facebook para denunciar mais uma morte em São João Batista. Segundo Vailson Carlos, Xavier Santos morreu em Miranda, por que não tinha nenhuma ambulância no Hospital Municipal. A família acusa os responsáveis de negligência.
Denúncia de um dos parentes

De acordo com informações do Blog, Xavier Santos Nunes Madeira morreu na madrugada deste sábado, a caminho de Miranda. Ele passou por uma operação de apendicite na quinta-feira, no Hospital Municipal de São João Batista. As informações levantadas dão conta de que ele foi levado pra a capital acompanhado por uma enfermeira.

Várias parentes estão denunciando o caso e acusam, a todo momento, a administração do município pela morte do chefe de família. De acordo com informações, o falecido já está sendo velado na sua casa no bairro Paulo VI.

O Blog entrou em contato com a Assessoria de Comunicação da Prefeitura Municipal de São João Batista para saber informações sobre o caso. Já a assessoria, por sua vez, enviou com exclusividade para o Blog, uma nota em que o diretor do Hospital Municipal, Padre Domingos fala sobre o assunto.

"Segundo o padre Domingos Tibúrcio Santos Sousa, que estava acompanhado da enfermeira Alissone Soares, não houve negligência por parte da direção do Hospital Municipal de São João Batista na morte do senhor Xavier Santos Nunes Madeira.

Alissone Soares e Padre Domingos
O paciente deu entrada nesta unidade de saúde, na quinta-feira, ás 13:50 horas da tarde, com fortes dores. Imediatamente ele foi atendido pelo Doutor Jerson. Depois disso foram feitos todos os procedimentos médicos e foi constatado que o paciente deveria sofrer uma cirurgia, por sofria de apendicite.

Ás 14:00 horas, ele foi operado, tendo a cirurgia terminada ás 15:20 horas da tarde de quinta-feira. A cirurgia ocorreu tudo normal. Depois disso, seguindo a orientação médica do plantonista, Xavier Madeira, foi para leito nesta unidade. Cabe ressaltar que a cirurgia obteve resultado esperado.


Ás 16:40 horas o paciente se queixou de dores novamente e novamente foi feito o que o médico tinha prescrevido. Mas o paciente, que estava acompanhado de sua esposa, foi ao banheiro e lá caiu. Isso aconteceu na noite ainda de quinta-feira. Depois de cair, sua pressão começou a baixar.

Cabe lembrar que o paciente caiu no banheiro e estava acompanhado apenas de sua esposa, o que para o médico plantonista não poderia acontecer, sobre pena de alterar os efeitos da cirurgia. Ele não cumpriu o tempo determinado pelo médico para poder se movimentar, que é de dias depois da operação feita.

Tendo apresentado problemas e dores muito fortes, o doutor Jerson o encaminhou pra São Luis, na noite de sexta-feira. Ele estava acompanhado do enfermeiro Alarson. Por apresentar problemas mecânicos na ambulância, a direção do Hospital Municipal o mandou ir dentro de um carro pequeno. 

Cabe informar, que neste procedimento a direção desta unidade, tentou contato com os municípios vizinhos afim de conseguir uma outra ambulância para transportar o paciente. Não achando nenhuma disponível, a direção achou melhor levar em um carro pequeno, depois de vistoriada e asseguradas as condições para leva-lo em segurança até a cidade de São Luis, de acordo com encaminhamento do médico", disse a nota enviada pela Assessoria de Comunicação da Prefeitura Municipal de São João Batista.

EQUIPE DE REDAÇÃO DA AGÊNCIA SJB
O que você achou?

0 COMENTÁRIO:

Postar um comentário