29 de mar de 2011

CASO KAROL: UM CASO AINDA SEM EXPLICAÇÕES

The image “http://3.bp.blogspot.com/_Ay5KPNNllLE/THpP-YjzZNI/AAAAAAAAAnA/4uKGR6w6prs/s320/Karol+recortada.jpg” cannot be displayed, because it contains errors.
Karol
Um dos casos que chocaram a população de São João Batista e por que não o estado, foi o desaparecimento da jovem Karollayne Costa Azevedo, mais conhecida como Karol. A jovem desapareceu no dia 25 de agosto de 2010 e até agora nínguem sabe nada do seu desaparecimento.
No ultimo dia 25 de março, fez 08 meses que a jovem de 13 anos desapareceu. Segundo levantamentos preliminares, ela foi vista pela ultima vez sozinha, caminhando próximo ao um colégio, aqui em São João Batista, por volta de 01h30 da madrugada do dia seguinte ao seu desaparecimento.
Segundo coletou a Equipe de Reportagem deste blog, a mãe, Ana Célia Madeira Costa, esteve em São Luis na semana passada. Segundo informações preliminares, a justiça a chamou para dar novas informações, mas a fonte, que deu a informação, nos pediu sigilo.
Até hoje, o caso Karol ainda não foi solucionado e divide opiniões entre os joaninos. O que mais preocupa a família é o fato dela tomar três tipos de remédios controlados por apresentar distúrbio mental e sofrer de ataques convulsivos. Os remédios diminuem e controlam suas crises, teriam informado familiares.Qualquer informações  sobre o paradeiro de Karolainny pode ser informado de forma anônima ao Disque Denúncia através dos telefones 3223 5800 (capital) e 0300 313 5800 (interior).
Karolainny Costa Azevedo , 13 anos , brasileira, natural de São João Batista/MA, nascida em 19/12/1996, é filha de Carlos Augusto Cutrim Azevedo e Ana Célia Madeira Costa, residente na Rua do Campo de Bola, s/n, Bairro Centro, São João Batista/MA . Mais informações no Twitter da Agência SJB- @agenciasjb .


EQUIPE DE REDAÇÃO DA AGÊNCIA SJB
O que você achou?

5 COMENTÁRIO:

  1. Parabéns ao blog por nos lembrar deste caso...

    A policia deixou de mão...

    ResponderExcluir
  2. De origem pobre, os orgãos competentes não dão a mínima, se fosse uma "vaca" ou um "boi", de um politico ou graande fazendeiro da região, o GTA já tinha encontrado!

    ResponderExcluir
  3. Sentimos profundamente pelo desaparecimento repentino desta jovem,tanto pela forma desumana como teria sido sequestrada, ou abusada sobretudo, pelos problemas de saúde que atormenta a jovem,o que provavelmente, deve estar sendo seu maior sofrimento! ainda levando em consideração, o sofrimento da mãe, que incansavelmente tem lutado pelo desvendamento deste possivel ato de criminalidade.Todavia, a policia ,acredito não esteja dormindo, colocará as mãos no suspeito criminoso, igual teria feito há pouco por aqui! quando quer, faz acontecer, dará uma resposta não só a sociedade Joanina, sobretudo a familia da jovem criança, quem ou quais responsáveis são o autor ou autores da façanha, por mais este ato de vandalismo social protagonizado, possivelmente pelos poderosos pedegree endinheirado da sociedade batistense! Este desaparecimento,acreditamos em Deus,está viva essa jovem,é apenas a ponta de um suntuoso iceberg de corrupção social agigantada, que hoje existe em Sao João Batista.Todavia, preservando o sofrimento familiar,torçamos e acreditamos que a policia, ela e somente ela,dará um desfecho feliz para todos nós,é a nossa esperança!

    ResponderExcluir
  4. Pois é amigos,mais uma caso sem solução em São João Batista.Que Deus conforte sua família.

    Além da falta de justiça em nossa cidade,olha só o que diz o blog do Luis Cardoso:

    "Ministério Público propõe Ação Civil Pública contra município de São João Batista"

    Por Luís Cardoso 29-03-2011 às 16:56 Judiciário

    Ausência de licitação e habilitações vencidas dos motoristas motivaram o Ministério Público do Maranhão a propor, no mês de janeiro, Ação Civil Pública contra o Município de São João Batista, com o objetivo de regularizar o oferecimento de serviço de transporte escolar na referida cidade.

    Como medida liminar, o MP requer a suspensão de todos os contratos de prestação de serviços referentes ao transporte escolar no município.

    Também foi pedida a realização de licitação para a contratação de prestação de serviços de transporte escolar.

    Ajuizou a manifestação ministerial o promotor de Justiça Vicente Gildásio Leite Júnior, da Comarca de São João Batista.

    Siga o Blog do Luis Cardoso no Twitter.

    ResponderExcluir
  5. AGRADEÇO PELO BLOG E A EQUIPI DO FORO DA JUVENTUDE POR LEMBRA DO CASO DESSE MENINA.POR QUE A POLIÇIA SO SI PREOCULPA COM OS FILHOS DE PAPAIZINHO.

    ResponderExcluir