24 de mar de 2011

PROFESSORES DE SÃO JOÃO BATISTA E SÃO VICENTE FERRER UNIDOS NA GREVE DA REDE ESTADUAL

Professores em passeata em São Vicente Férrer
Uma passeata de protesto contra a intransigência do governo estadual em não atender as reivindicações dos professores da rede estadual de ensino, em greve desde o dia 1º de março, marcou o dia de ontem (22.03) na cidade de São Vicente de Férrer. Realizada em conjunto, os professores dos dois municípios saíram às ruas daquela cidade portando faixas e cartazes, panfletando e proferindo palavras de ordem.
O movimento grevista que atinge todo o Estado busca a aprovação e a implantação do Estatuto do Educador como prioridade, além da implantação da nova tabela salarial. Outras  propostas estão no bojo da pauta de reivindicação da categoria.
A greve como instrumento de pressão foi deflagrada no último dia 1º de março. A retaliação do governo não tardou muito. A impressa e setores ligados ao governo começaram uma sórdida campanha contra os profissionais da educação. Como num passe de mágica quiseram que a sociedade acreditasse que os professores estaduais são os mais bem pagos do Brasil. Pobres professores! Ganham menos do que soldado de polícia, apenas para comparar. Como se não bastasse, na última sexta-feira, um desembargador, como já poderia se esperar, decretou a greve ilegal. E agora?
Professores da Rede Estadual de São João Batista e São Vicente Férrer
Estando numa guerra de insensatez por parte de quem deveria entender as justas reivindicações dos trabalhadores, estes, mesmo sujeito às abusivas multas e descontos dos dias parados, decidiram pela continuidade da greve.
Assim procedendo, os professores vão tornando amargos os primeiros meses da melhor administração que a governadora Roseana Sarney prometera  ao povo do Maranhão.
É mole? Melhor do que isso só pimenta nos olhos! .Os professores de São João Batista e demais municípios pertencentes à Unidade Regional de Educação de Viana prometem um grande ato público seguido de assembleia geral, para aquela cidade, com vistas a avaliarem os novos encaminhamentos da greve. Fonte: São João Batista Online .
Segundo o professor Marcos Serra, coordenador da greve, amanhã deverá acontecer uma passeata com os professores de São João Batista. Mas as três escolas, Acrísio Figueiredo, Cema e Dep. José Ribamar Dominici está acontecendo o período letivo normal, sem, é claro, os professores que justamente, estão reivindicando seus direitos.
A Equipe de Repotagem deste blog estará nas ruas amanhã na passeata para cobrir o evento, que ainda não está confirmado. Mais informações no Twitter da Agência de São João Batista - @agenciasjb .

EQUIPE DE REDAÇÃO DA AGÊNCIA SJB
O que você achou?

0 COMENTÁRIO:

Postar um comentário